DestaquesRafard

Você conhece a história do ‘Lobisomem da Venda do Tezoto’?

Rafard tem uma história de lobisomem que foi parar na Internet. O relato, que virou um causo de terror, está no Youtube, no Canal Território Obscuro. O vídeo pode ser encontrado digitando o título: O lobisomem da Venda do Tezoto.

Lobisomens, como diz a lenda, são criaturas metade homem e metade lobo, que aparecem nas noites de lua cheia. No Brasil, a crença desta suposta maldição foi trazida pelos portugueses, e até hoje, o lobisomem é uma das figuras que mais enriquece o Folclore Brasileiro.

Se é que o lobisomem existe mesmo, ele está para aparecer de novo, ali próximo da Venda do Tezoto, na estrada rural que liga Rafard a Tietê. O dia marcado é na Sexta-feira Santa da Quaresma de 2022, pelo menos, é o que diz a história narrada por Igino Giacon, 43 anos, um antigo morador de Espírito Santo do Pinhal, interior de São Paulo, que hoje vive na cidade de Barra Velha, em Santa Catarina.

Igino, criador do canal no Youtube, Território Obscuro
Igino, criador do canal no Youtube, Território Obscuro (Arquivo pessoal)

Igino é o criador do canal Território Obscuro, que começou em 2018, e hoje já está com 121 mil inscritos. Ele conta que ficou sabendo da história do lobisomem através de um e-mail que recebeu de um professor universitário, que já foi morador da região de Rafard e Capivari.

O dono do canal nunca visitou Rafard, mas ficou impressionado com a riqueza de detalhes, e resolveu, no final do ano passado, selecionar o relato e fazer a narrativa. Hoje, já são quase 70 mil visualizações e mais de 4.200 likes (curtidas) no vídeo do suposto lobisomem rafardense.

“Não imaginei que seria esse sucesso. É muito bom ver os comentários e a interação das pessoas de Rafard e região, contando que já ouviram a história do lobisomem da Venda”, comenta.

A Venda do Tezoto existe há mais de 100 anos. É um ponto de encontro para moradores, turistas, ciclistas e tantas outras comitivas que passam por ali aos finais de semana. A tradição do bom queijo meia cura se mantém de pé, e sob nova direção há cinco anos, o que era a Venda, hoje é o Armazém Tezoto, comandado por Júlio César Bianchi, que arrendou o comércio da Família Tezoto.

Para conhecer a história do Lobisomem da Venda do Tezoto, basta acessar o canal Território Obscuro no Youtube e conferir o vídeo.

Muita gente ouviu falar

Moradores de Rafard e região que assistiram o vídeo, confirmam que, pelo menos uma vez na vida, já ouviram a história do lobisomem que aparece nos arredores da Venda do Tezoto nas noites de lua cheia, na Sexta-feira Santa.

Daniel sugeriu pauta depois de ler sobre o chupa-cabra
Daniel sugeriu pauta depois de ler sobre o chupa-cabra (Arquivo pessoal)

O engenheiro Daniel Albiero, 46 anos, é um deles. Nascido em Capivari e com família em Rafard, hoje ele reside em Paulínia. Ele conta que, quando criança, tinha curiosidade em conhecer a Venda, justamente por conta da história do lobisomem.

“Eu já fui lá umas quatro vezes comprar queijo e linguiça, e quando criança tinha muita curiosidade, pois eu ouvia falar do lobisomem da Venda do Tezoto. Quando eu vi o vídeo, com a riqueza de detalhes, fui transportado para aquela noite lendária”, conta Albiero, que valoriza histórias como esta do canal, como ferramenta de preservação da cultura local.

Quem também confirma a história, pois já ouviu falar por diversas vezes, é o próprio Júlio Bianchin, administrador do Armazém Tezoto. Ele diz já ter recebido visitantes de outras cidades, que passaram por Rafard e foram conhecer de perto a venda do causo do lobisomem.

“Os moradores mais antigos contam que morreram muitos animais na época. É uma história que se conta muito aqui, e com isso, o lobisomem continua existindo por tantos anos, mas eu mesmo nunca vi”, brinca Bianchin.

O que conta no canal

A história do lobisomem da Venda do Tezoto narra uma passagem que teria acontecido numa noite de Sexta-feira Santa de 1975, no bairro rural que fica em Rafard, próximo de Tietê.

O professor, que mandou a história para o canal, afirma que ouvia de seu avô os relatos da aparição do homem lobo, que atacava os animais da redondeza.

Dez anos mais tarde, motivado pela curiosidade, este mesmo professor foi atrás de mais detalhes da história, até conhecer um antigo funcionário da Fazenda do Tezoto, já com mais de 90 anos.

Depois de um encontro com o antigo morador do local, que hoje reside em Tietê, o relato ganhou mais detalhes e faz até uma descrição da paisagem e características do bairro Tezoto.

lobisomem
Lobisomem costuma aparecer na Sexta-feira Santa

Diz a história, que na Sexta-feira Santa daquele ano, era uma noite de lua tão cheia, que iluminava e brilhava por toda parte. Altas horas mais tarde, quando todos já estavam recolhidos em suas casas, os cachorros começaram a latir alvoroçados, e as galinhas estavam no quintal.

Os moradores pegaram suas cartucheiras e saíram para ver o que estava acontecendo. Foi aí, conta a lenda, que eles ficaram cara a cara com o lobisomem, que tinha mais de dois metros de altura, muito forte e com olhos brilhantes. Depois de encarar os homens que estavam ali assustados, a criatura urrou, deu um salto e fugiu.

A história narra que naquela noite, o lobisomem não atacou os humanos, mas nos quintais das casas, haviam os destroços das galinhas, sem nenhuma gota de sangue. O relato termina com um suspense no ar, e deixa e expectativa de que ele pode voltar na próxima lua cheia da Sexta-Feira Santa.

Ivanete Cardoso

Jornalista - MTB 57.303

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content