Região

Esalq assina convênio com Associação de Olho no Material Escolar

Parceria prevê desenvolvimento de biblioteca virtual para consulta da comunidade escolar

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) e a Associação de Olho no Material Escolar (DOME) assinaram na última segunda-feira, 20/6, um convênio de cooperação.

O objetivo principal é o desenvolvimento de uma biblioteca virtual com conteúdo relativo ao agronegócio brasileiro. O material poderá ser utilizado por professores e professoras-autores do ensino fundamental e médio dos setores educacionais público e privado do Brasil.

Foto: Divulgação. Crédito: Gerhard Waller

A produção desses conteúdos entrará na composição de materiais didáticos, aplicados em salas de aula e em atividades extracurriculares.

“Esse convênio de cooperação é importante a fim de melhorarmos a imagem do agro no Brasil.

A base de todo esse conteúdo a ser produzido é a Ciência, que sempre mostrará os rumos a serem seguidos por uma sociedade justa e sustentável”, comentou o diretor da Esalq, professor Durval Dourado Neto.

Além do professor Durval, o convênio foi assinado pela diretora-presidente da Associação, Letícia de Menezes Zamperlini Jacintho. Letícia falou sobre o foco do seu trabalho e a importância da parceria com a Esalq.

“Queremos trazer fontes científicas para o material didático. Hoje as fontes utilizadas para esse material são dispersas e nem sempre trazem uma visão atualizada do setor agro brasileiro.

Não queremos romantizar o setor, mas mostrar uma atividade que evolui e emprega muita tecnologia. Um dos nossos projetos é a Biblioteca Virtual e temos a honra de ter a Esalq nessa parceria”.

Os projetos desenvolvidos pela Associação de Olho no Material Escolar permitirão analisar 80% do material comprado pelo Ministério da Educação no Programa Nacional do Livro e do Material Didático e o documento será entregue ao Ministério no próximo mês de agosto.

“Com isso conhecemos todos os temas abordados neste material e identificamos os problemas enfrentados pelas editoras na busca por dados acessíveis e de base confiável.

Assim a biblioteca virtual atenderá essa demanda de oferecer conteúdo com a curadoria da Esalq empregando uma linguagem amigável”, comenta a diretora da associação.

Na Esalq, a coordenação do convênio ficará sob responsabilidade do professor Rafael Otto, do departamento de Ciência do Solo.

“A proposta é modernizar o entendimento representado nos livros didáticos acerca do agronegócio brasileiro e trazer a verdade sobre a nossa atividade agrícola.

Certamente o agro brasileiro não é um agro que polui, que utiliza mão de obra escrava, muito pelo contrário.

O convênio tem duração inicial de dois anos, mas antes disso já reuniremos um bom volume de informações para alimentar a biblioteca virtual de maneira que os professores tenham acesso e possam aplicar em sala de aula”, complementa o docente da Esalq.

O convênio entre Esalq e DOME conta ainda com a parceria da Fundação de Estudos Agrários Luiz de Queiroz (Fealq), responsável pela gestão financeira, divulgação e orientação jurídica do projeto.

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET