Região

Santa Casa de Piracicaba participa de mutirão para cirurgias eletivas

Durante encontro em Águas de São Pedro, secretário pediu apoio dos municípios da região

O provedor João Orlando Pavão afirmou que a Santa Casa de Piracicaba apóia o “Mutirão das Cirurgias” anunciado em maio pelo governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, para zerar a fila de mais de 538,1 mil cirurgias cadastradas na Central de Regulação (Cross).

Segundo o governador, para acabar com a demanda reprimida, haverá cirurgias extras na rede estadual, melhor remuneração para os hospitais do SUS e contratação de serviços privados.

João Victor Barboza , prefeito de Águas de São Pedro; o deputado estadual Roberto Morais, o assessor Tiago, o provedor João Orlando Pavão, o secretário de Estado da Saúde Jean Gorinchteyn, o médico Hamilton Bonilha e Re. Foto: Reprodução

“O recurso é um incentivo para a retomada dos procedimentos na rede pública e para que os hospitais tenham condições de até triplicar sua capacidade cirúrgica”, disse Garcia à época do lançamento.

Para reforçar a iniciativa do Estado e ampliar a adesão dos municípios ao Mutirão, o secretário de estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, promoveu encontro no último sábado, 23, na cidade de Águas de São Pedro, reunindo prefeitos, secretários e autoridades regionais da saúde.

Pavão participou do encontro lado da coordenadora do setor de Controladoria da Instituição, Jacqueline Tedesco; da diretora da DRS X- Direção de Saúde, Regiane Portes; do médico Hamilton Bonilha de Moraes e do deputado estadual Roberto Morais.

Segundo Pavão, a estratégia do Estado tem duração prevista de quatro meses e contempla 54 cirurgias ofertadas pelo Sistema Único de Saúde em especialidades do aparelho circulatório, visão, digestivo e abdominais, osteomolecular e geniturinário, das glândulas endócrinas e em nefrologia. “Sem as ações do Mutirão, o Estado levaria cerca de dois anos para atender toda a demanda reprimida”, disse.

O provedor revela que a Santa Casa de Piracicaba realiza, em média, 430 cirurgias/mês de média e alta complexidade; sendo 180 delas, eletivas, ou seja, são procedimentos sem urgência, que podem ser agendados. “Estamos ampliando a quantidade de cirurgias eletivas nas áreas vascular, cirurgia geral e cirurgia ginecológica”, disse.

Foto- João Victor Barboza , prefeito de Águas de São Pedro; o deputado estadual Roberto Morais, o assessor Tiago, o provedor João Orlando Pavão, o secretário de Estado da Saúde Jean Gorinchteyn, o médico Hamilton Bonilha e Regiane Portes, diretora da DRS X

Jornal O Semanário

Esta notícia foi publicada por um dos redatores do jornal O Semanário, não significa que foi escrita por um deles, em alguns dos casos, foi apenas editada.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET
>>JADE