Editorial

Vai com Deus

09/10/2015

Vai com Deus

dude

EDITORIAL | O gosto amargo da política vem à tona mais uma vez neste país. Há pouco mais de 30 quilômetros, na vizinha Elias Fausto, o covarde assassinato do prefeito tucano Laércio Betarelli, de 58 anos, deixa mais uma mancha triste na história da política brasileira.

Nada neste mundo justifica tal atrocidade para com qualquer ser humano. Mais uma família para conviver com a dor de perder um ente querido e chorar de saudade.
Dude, como era carinhosamente chamado, estava em seu terceiro mandato como prefeito e em busca de uma possível reeleição. Adorava escrever e debater com os cidadãos. Para ele, nada ficava sem resposta. Homem de muitos amigos e também alguns inimigos. Genioso, de conduta firme, mas de voz serena e sempre com um sorriso no rosto para dar a sua versão da história.
Assim se vai mais uma figura pública em um Brasil que aos poucos vai sendo assassinado pela corrupção, falta de segurança e de leis a favor do cidadão. Triste!
Que a justiça seja feita e que Deus receba em Teus braços mais este filho. Nem as palavras mais bonitas deste mundo poderiam trazer algum tipo de alegria para tal atrocidade. O vazio deixado pela ausência é imensurável com a pura certeza que jamais será novamente ocupado. A saudade será eterna e a presença não poderá mais ser sentida, mas as lembranças dos bons momentos vividos são um ótimo conforto, que permanecerá para sempre.
O tempo necessário para toda esta dor ir embora é ainda indeterminado, mas todos os dias que a coragem de seguir em frente vencer a tristeza devem ser devidamente comemorados.
Em frente, sempre!

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar