Rubinho de Souza

O tempo – Coluna do Fundo do Baú Raffard

Olhando a foto dos amigos numa confraternização, que ilustra esta publicação, comecei a pensar e cheguei a conclusão, que talvez a maior reflexão que o homem já fez, foi sobre a vida, tentando com isso, compreender o tempo de sua existência.

O segredo da arte de viver é entender que o tempo tem suas regras, e queiramos ou não, estamos à mercê delas, e por elas todos somos afetados, durante o período em que vivemos.

O tempo é dono de nossas vidas! E o melhor que podemos fazer com ele é compreendê-lo de tal forma a entender que as regras da vida são as mesmas do tempo.

o-tempo-coluna-o-fundo-do-baú-de-raffard-rubinho-de-souza
Foto enviada pelo colunista

Quando o tempo é seu parceiro, nossos movimentos são leves, doces, alegres, mas quando ele é nosso inimigo, nossos dias, nossas horas, minutos e segundos, são pesados, tristes e amargos…

O poeta Mário Quintana, assim definiu o tempo, numa deliciosa poesia que vale a pena ler e meditar sobre o seu significado…

“A vida é o dever que nós
Trouxemos, para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos,
O amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia,

Outra oportunidade,
Eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e
Iria jogando pelo caminho
A casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está à minha frente.
E diria que eu o amo…

E tem mais: não deixe de fazer
Algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado
Por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá,
Será a desse tempo que,
Infelizmente, nunca mais voltará”!

Por isso, caro leitor, faça amizade com o relógio e o calendário, pois os meses passam igualmente para todas as pessoas que vivem sobre a superfície do planeta. E ele não para nunca de girar, tanto na sua rotação, no movimento que faz ao girar em torno de si, como na sua translação, no movimento em que gira em torno do sol, nosso planeta está sempre girando…

No entanto, todos nos equivocamos, quando dizemos: – Como o tempo passa rápido! Quando nós é que passamos!logo do fundo do baú raffard

Botão Voltar ao topo
Skip to content