Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo

É da lei a evolução, iremos pelo amor ou pela dor

Renascer… eis a vida, o progresso incessante, o eterno evoluir, eis a lei do Criador! Eis do mestre Jesus, como luz rutilante, o ensino imortal no evangelho do amor. Renascer… eis a lei imutável, constante, pela qual nosso eu no cadinho da dor, em sublime ascensão pela luz deslumbrante, subirá para Deus, nosso Pai e Senhor… Chico Xavier

Aprendemos que ninguém fica estacionário por muito tempo diante da sabedoria de Deus, todos somos impulsionados para a meta que é busca da felicidade e da perfeição. A caminhada é longa e quanto mais nos dedicarmos ao aperfeiçoamento pessoal, ético e moral consubstanciado na prática do bem, mais nos aproximaremos dos seres de luz que convivem próximos a Jesus.

Somos todos transmissores, podemos e devemos transmitir boas palavras e boas atitudes, emanar esperança, vibrar com coragem e fé, lembrando que a palavra pode convencer, mas o exemplo arrasta. Quase cinco séculos antes de Jesus, o sábio chinês Confúcio tinha essa consideração: “O homem superior age antes de falar e depois fala de acordo com suas ações”.

Francisco de Assis, encaminhando seus discípulos para levar a mensagem do Evangelho e curar os enfermos, recomendava: pregue a mensagem com suas ações e, só se necessário, use a palavra, exigindo deles o exemplo da vivência do que pregavam. Dessa forma, acreditemos que o amor não mora nas palavras, o amor mora nas atitudes, que edificam a nós e aos outros.

O Nazareno já orientava: quem deseja me seguir que carregue sua cruz, quer dizer que teremos que lutar contra nós mesmos para sermos fiéis seguidores e imitadores das atitudes do Cristo. Ele nos disse, também, “vós sois luzes”. Ser luz não é sobre brilhar e sim sobe iluminar caminhos, nosso e daqueles que nos seguem. Portanto, trabalhemos, se possível apaixonadamente, pelo processo de nos tornarmos a melhor versão de nós mesmos nesta presente encarnação.

Nosso melhor lugar é onde nos encontramos agora, e precisamos desempenhar o nosso melhor. Sabemos que somos essência divina; entretanto, espíritos perfectíveis, ainda com muitas limitações; por este motivo, devemos estar preparados para aceitar o próximo e perdoá-lo, porque como nós eles também ainda caminham na estrada da imperfeição. Assim, usemos simpatia para com todos e, especialmente, com aqueles de nossa casa e família; se Jesus recomendou que nos amássemos, com que amor não devemos corresponder àqueles que fazem parte do círculo de nossa convivência? É o meu objetivo ainda não alcançado, mas almejado.

Quando acordamos, qual é o nosso pensamento? Devemos lembrar sempre que os pensamentos criam nossas realidades, e a gratidão eleva nossa alma e nossa mente, aproximando-nos de Deus e de nosso anjo protetor; gratidão e humildade são a memória do coração.

O apóstolo Paulo (Atos 20:35) afirmava que “é mais bem-aventurado dar do que receber”. Como tudo pertence ao Pai, nós somente possuímos o que damos. Emmanuel, explicando a lei do retorno, diz: “Que gênio milagroso te doará o equilíbrio orgânico, se não sabes calar, nem desculpar, se não ajudas, nem compreendes, se não te humilhas para os desígnios superiores, nem procuras harmonia com os homens”? (1)

Qual caminho estamos elegendo para nossa vida, da dor ou do amor? Porque tudo que semearmos certamente colheremos. O que conta é o que espalhamos e não o que ajuntamos.

1) Emmanuel (Chico Xavier) – Fonte Viva – FEB.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET