Carta do Leitor

Seleções – Carta do Leitor – Por Sara Figueiredo

Como amante de livros, uma de minhas paixões é indicar leituras a todos que, assim como eu, amam mergulhar entres as linhas mágicas das palavras, frases e histórias, seja para uma simples distração, ou então algo a mais.

Desde criança vivo próxima de minha avó materna e sempre reparava, quando menina, não faltar em sua mesa de cabeceira a revistinha Seleções – Reader’s Digest. Pequena e com não muitas páginas, era uma boa distração para as tardes no sítio, onde me lembro a pilha de exemplares mensais nunca parar de crescer. Foi na adolescência que finalmente entendi o quão interessante elas eram, por isso resolvi, esta semana, indicá-la não só para os mais velhos, como também para algum jovem curioso que se interessar pelo assunto.

Lançada em Nova York, no ano de 1922, Reader’s Digest só foi publicada no Brasil vinte anos depois, com o nome que hoje então conhecemos. Segundo o próprio site, a primeira edição em português esgotou rapidamente, nunca diminuindo seu sucesso até os dias de hoje. É publicada atualmente em 21 idiomas, conquistando pessoas de todas as idades com seus artigos divertidos e interessantes, que envolvem desde humor, saúde, reportagens especiais, até situações da vida real, contadas pelos próprios leitores. Composta por diversos departamentos, cito aqui os que sempre leio, quando tenho a chance de tê-la em mãos: “Flagrantes da vida real”, “Essas crianças…”, “Ossos do Ofício”, “Rir é o melhor remédio”, além de muitos outros bastante cativantes. Seu preço é um tanto acessível, sendo possível comprá-la nas bancas, ou optar pela assinatura mensal, disponível também no endereço eletrônico.

Outra coisa bacana dessa tão repleta revistinha, é o fato de qualquer um poder enviar sua história, dentro das categorias disponíveis, tendo a chance de tê-la publicada em uma das edições (tanto brasileira como estrangeira), além de, se selecionada, ser possível receber um pagamento, estipulado pela revista. Basta enviá-la para “selecoes.com.br”, para o e-mail ou endereço de correio disponíveis também no site e nos próprios exemplares, com todas as informações exigidas no regulamento e torcer, para que sua história seja uma das escolhidas e publicadas.

Recomendo a leitura já preparando minha história para contribuir na revista. Quem sabe eu, ou até mesmo você, leitor, não possa ser a próxima história de cabeceira de minha avó?

Por Sara Figueiredo

 

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios