Denizart Fonseca

Tratantadas…

Denizart Fonseca

Devido às grandes modificações (para pior) pelas quais o planeta que habitamos está passando, principalmente no referente a certas pessoas que desconhecendo o significado do senso de responsabilidade, consideração e respeito aos seus (na aparência física) semelhantes, não cumprindo as promessas a eles feitas e a palavra empenhada, passam a merecer o qualificativo de tratantes é que damos estas informações.
Trato: Ato ou efeito de tratar, contrato, ajuste, acordo verbal ou por escrito, ajuste, etc.
Tratante: Que trata ardilosamente de qualquer coisa ou procede com velhacaria, pessoa tratante.
Tratantada: Ação do tratante, velhacaria, burla ou tratantice.
Muitas pessoas, por falta de cultura ou desinteresse em aprender, desconhecendo assim o mal causado pela perda da confiança e do crédito, não apenas a si próprio como a seus familiares junto à sociedade que frequentam, prosseguem prometendo e não cumprindo, praticando a tratantada.
Temos repetidas vezes afirmado que o bom profissional para ter sempre serviço não necessita de anúncio em rádio ou jornal. Os que foram por ele bem atendidos e considerando sua honestidade e cumpridor da palavra dada, se encarregarão de indicá-lo aos seus amigos e demais que precisarem dos seus préstimos.
Por ser um bom profissional e consequentemente muito procurado, acumulando pedidos, jamais assuma de imediato o compromisso, advertindo o cliente sobre a impossibilidade de, no momento atendê-lo, e caso não haja urgência, anote o endereço para futuro contato.
Uma vez tratado e contratado verbalmente, pessoalmente ou por telefone, o que para as pessoas dignas e de respeito, que honram a palavra empenhada é como se fosse por escrito e registrado em cartório, pois assumiu um compromisso que deverá ser cumprindo.
Com as inversões de valores – o que era certo antigamente, hoje é errado e vice-versa, pouquíssimas pessoas estão se preocupando com o que delas se pense e fale, não respeitando sequer o nome de seus país e o próprio recebido na pia batismal, o que é de fato muito triste.
Submetida a exame e análise, a situação caótica que o mundo atravessa deve-se à falta de respeito a tudo e a todos, bem como a ausência do seguimento dos ensinos deixados por Jesus.
Os menos esclarecidos se apegam demais a bens materiais, deixando de considerar a realidade contida nas Leis Divinas e que, estando de passagem por este Plano de Entendimentos, apenas a caridade e o amor fraterno que oferecemos aos nossos semelhantes, levaremos para a espiritualidade. Não somos donos de nada! Tudo que é matéria ficará na Terra, mesmo o nosso corpo físico ao pó retornará.
Devemos, suplicando perdão por nossos defeitos e erros, faltas e fraquezas, diariamente em oração rogar a Deus para que, através do nosso amado Mestre Jesus, Protetor do Planeta Terra e todos os seus habitantes, de acordo com nosso merecimento, sejamos orientados, amparados e fortalecidos resignadamente aceitando as provas que estamos passando e ainda iremos passar.
Disse São Francisco de Assis ao iniciar sua Oração: “Senhor, fazei de mim um instrumento da Vossa Paz”. É o que todos nós devemos entender e praticar para, evoluindo espiritualmente, nos aproximarmos um pouco da Luz Maior – Deus – o Grande Arquiteto do Universo.
Que assim seja.

Etiquetas
Botão Voltar ao topo
Fechar