J.R. Guedes de Oliveira

Um livro, um relato comovente

Depois de alguns contratempos editoriais, eis que é lançado o livro “Você faria isso por mim?”, da comunicóloga Daniela Pedrilha, de Capivari, SP.

Acompanhei, de perto, esta sua batalha pela edição de estreia e, mais ainda, dos dissabores que ela enfrentou para que se concretizasse o seu velho sonho. Estes dissabores que me refiro são os de ordem de promessas (não cumpridas) para o efetivo lançamento da obra. Mas não vem o caso citar ou execrar quem que propõe produzir obras literárias e não cumpre contrato. Muitas dessas editoras, sem qualquer tradição histórica, jogam informações sobre os seus trabalhos, dando valores baixíssimos para pequenas edições. Contudo, quando o autor se vê pagando antecipado, vem a decepção. Portanto, é sempre bom consultar as editoras que realmente fazem com eficiência, presteza e segurança ao autor.

O que me importa, porém, é dizer que o livro é algo de encantador, do ponto de vista de superação. Situações por ela vivido (a autora) torna-se, sem qualquer receito e de coração aberto, de conhecimento público. Isto tudo para provar que a superação de tempos difíceis tem o seu tempo de sol e de brilho.

Daniela Pedrilha (Reprodução)
Daniela Pedrilha (Reprodução)

Daniela Pedrilha é uma jovem batalhadora, dessas que, desde tenra idade, se propôs a fazer algo mais em sua vida. Tai, evidentemente, a obra para dizer das suas peripécias, dos seus momentos angustiosos e do poder que ela diz vir de uma dimensão maior: O Criador.

Indiscutivelmente, o livro revela uma enorme sensibilidade de uma jovem que transpassa momentos nebulosos, se vê diante de situações desesperadoras, mas, contudo, não se deixa vencer. Pelo contrário, dá a volta por cima e faz-se recompor com toda a sua dignidade. Não foi a toda que ela escreveu em seu convite de lançamento:

“Tenho 37 anos e esse é o meu primeiro livro… Aprendi que a felicidade é uma escolha que nós decidimos ter: um momento ruim em uma vida boa ou uma vida ruim com um momento bom. Para escolher a felicidade temos que abrir mão de várias coisas, por exemplo, esquecer nossas feridas e deixar que se tornem apenas cicatrizes. Sempre tive em mente! Cada escolha, uma renúncia… sempre!”.

Num fecho total do seu pensamento ela reproduz a afirmativa tão clara e evidente para todos nós: “Para o mundo você pode ser apenas uma pessoa, mas às vezes para uma pessoa você pode ser o mundo”.

Parabéns, Daniela, por nos dar a conhecer o seu livro tão profundo!

Contato para aquisição: Cel/WhatsApp (19) 99129-5249. Valor R$ 40.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
>>1XBET
>>JADE