Arnaldo Divo Rodrigues de Camargo

Assaltantes e malfazejos: como nos prevenir deles no lar

O lar é o santuário em que a Bondade de Deus te situa. Não olvides a necessidade de Cristo no cenário de amor em que te refugias. Emmanuel (1)

Sim, devemos cuidar do lar que é a escola primeira, onde somos matriculados para as provas da vida no crescimento moral, emocional, intelectual e espiritual.

Hoje em dia, boa parte das pessoas se preocupa com a proteção material de suas casas: muros altos, cerca elétrica, câmara de vigilância, portão eletrônico, vigilante noturno de moto ou carro, para não serem assaltados, roubados ou assediados por malfazejos, sejam animais ou pessoas.

E com relação à nossa espiritualidade, o que fazemos para nossa proteção das entidades inferiores e malfazejas? E para criar um clima de solidariedade e amor fraternal na família, realizamos um dia por semana essa comunhão com Deus, com a espiritualidade de Jesus e de nossos benfeitores?

O espírito Joanna de Ângelis diz que num prédio, quando se faz o Evangelho no Lar, todo o prédio recebe os clarões da espiritualidade.

Conta-se fato interessante com a médium Yvonne do Amaral Pereira, que, em viagem no Estado de Minas Gerais, após uma conferência sobre mediunidade, foi levada até um hotel onde repousaria naquela noite. Adentrando o quarto, onde havia duas camas de solteiro, nelas percebeu espiritualmente duas entidades descansando folgadamente nas camas.

Dirigindo-se a eles com carinho, perguntou o que faziam ali. E os intrusos responderam que andavam pela cidade e, para descansar, se aproveitavam das camas dos hotéis, porque ali raramente alguém fazia oração e os quartos e camas eram franqueados a eles.

Pedindo amorosamente que deixassem aquele ambiente, porque pretendia repousar naquela noite nesse lugar, foi atendida.

Exemplificando a importância do Evangelho no Lar, ou Culto doméstico, diz a mentora espiritual do médium Divaldo Pereira Franco: “Prepara a mesa, coloca água pura, abre o Evangelho, distende a mensagem da fé, enlaça a família e ora. Jesus virá em visita. Quando o Lar se converte em santuário, o crime se recolhe ao museu. Quando a família ora, Jesus se demora em casa”. (2)

1. Escolha um dia e horário fixo mais conveniente da semana, para não ser interrompido.

2. Coloque uma jarra com água para ser fluidificada e bebida ao final do Evangelho no lar.

3. Inicie com uma prece simples e espontânea, rogando a proteção dos benfeitores espirituais.

4. Faça leitura de um trecho do novo testamento ou de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, abrindo-o ao acaso, ou na ordem sequencial dos capítulos.

5. Comente com os demais participantes sobre o assunto lido, por aproximadamente 15 minutos, evidenciando o ensino moral.

6. Em seguida faça uma rogativa a Deus, a Jesus, e aos espíritos do Bem, em favor da harmonia do lar e dos familiares encarnados e desencarnados, extensiva também à paz entre os povos.

7. Faça uma prece de encerramento, agradecendo o amparo dos Benfeitores Espirituais.

(1) Emmanuel (Chico Xavier) – “Família” – CEU.
(2) Joanna de Ângelis (Divaldo P. Franco) – “Jesus contigo”.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Skip to content