Alexandre Teles

Como encontrar a paz

Alexandre Teles

A chamada “paz com Deus” existe! Pode ser conhecida e experimentada. O desejo do meu coração e minha oração é no sentido que você possa dizer como Paulo, Apóstolo de Jesus Cristo: “Justificado pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo”. Romanos 5.1.

Esta paz com Deus é um inteligente e tranqüilo senso de amizade com o Senhor dos céus e da terra. Quem tem essa paz, experimenta um relacionamento onde nenhuma barreira ou separação há entre si e o Santo Criador. Tem consciência que está sob o olhar de um Ser que tudo vê, o observa e não se decepciona ou sente desagrado.

Uma pessoa assim pode ver a morte se aproximar e não se atemorizar. Pode afundar nas águas profundas de um rio e, fechando os olhos para tudo o que possui e lançar-se num mundo desconhecido, seu corpo acabar fazendo morada num túmulo silencioso e, mesmo assim, continuar experimentando a paz.

Essa pessoa pode pensar na Eternidade sem se abalar, pois prevê uma existência sem fim na presença de Deus, uma comunhão eterna, onde continuará experimentando a paz. Não conheço felicidade que se compare ao que essa paz oferece.

Um mar calmo após a tempestade, um céu azul após nuvens negras, saúde depois da doença e da dor, luz após longo período de trevas, descanso após a lida; tudo, tudo isso são belas e boas, mas, nenhuma, nenhuma mesmo, pode nos dar mais que uma ligeira idéia do conforto que se experimenta quando se está num estado de paz com Deus, pois essa paz “excede todo o entendimento”. Efésios 3.19. É a ausência dessa paz desconhecida que faz muitos nesse mundo experimentarem tanta infelicidade. Milhares de pessoas têm tudo o que se pode imaginar que lhes proporcionem prazer, e, no entanto, estão sempre insatisfeitas; seus corações estão sempre aflitos. Há uma constante sensação de vazio.

Onde está o segredo disso tudo? É a falta de paz com Deus. Essa paz do cristão não é um sentimento vago, um mero sonho, sem razão e sem fundamento. Ele sabe a causa porque está firmado em solo firme; foi justificado e por isso seus pecados foram perdoados; sem se importar quantos e quão graves, todos os seus pecados foram perdoados; seus pecados foram tirados do livro das lembranças de Deus, e lançadas no mais profundo dos mares; não mais são cobrados por Deus: “ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que seja vermelho como o carmesim, se tornarão como a branca lã”. Isaías 1.18. Por tudo isso o cristão experimenta a paz.

Agora quero lhes mostrar a rocha de onde fluem o perdão e a paz: Essa rocha é Jesus Cristo; Cristo é o alicerce desse cristão fiel; Ele se tornou sua segurança e seu substituto. Ele se deu para pagar o que precisava ser pago, para fazer tudo o que poderia ser feito. Por isso o verdadeiro cristão é uma pessoa justificada.

Cristo morreu pelos pecados, o Justo pelos injustos. 1 Pedro 3.18. Ele sofreu a nossa dor no seu próprio corpo sobre a cruz. Ele permitiu que a ira de Deus, que deveria cair sobre nós, caísse sobre a sua cabeça. Portanto, o verdadeiro cristão é uma pessoa justificada. Cristo pagou o nosso débito com o seu sangue; Ele fez o cálculo e emitiu o pagamento por todos, mediante sua morte.

Deus é justo, e não permitirá que suas dívidas sejam pagas novamente. Por isso, o verdadeiro cristão é uma pessoa justificada. Cristo obedeceu à lei de Deus de forma perfeita. Ao cumprir a lei Ele nos trouxe a Sua justiça eterna com a qual o Seu povo é revestido perante o olhar de Deus. Por isso, o verdadeiro cristão é uma pessoa justificada.

Hoje se fala muito em paz, fazem tratados de paz. Mas cada vez mais o mundo se desaba em guerra. Essa paz só se encontra em Cristo. Ele disse: Deixo-vos a paz, a MINHA paz vos dou; não a dou como o mundo a dá. O mundo não pode te proporcionar a paz. Somente o Senhor Jesus pode.

Cristo vive pelo verdadeiro cristão; Cristo morreu por ele; Cristo foi para o túmulo por ele; Cristo ressuscitou por ele; Cristo ascendeu aos céus por ele, para estar intercedendo por sua alma. Cristo já fez tudo, já pagou tudo, já sofreu tudo o que era necessário para a sua redenção.

Eis de onde vem a justificação do verdadeiro cristão, eis a sua paz. Em nós mesmos não há nada, mas em Cristo temos tudo que a nossa alma precisa.

Entregue hoje mesmo a sua vida para Jesus e você será reconciliado com Deus, e encontrará a verdadeira paz.

Que Deus, em Cristo Jesus te abençoe!

Folheto da Agência missionária Interlink.

Alexandre Teles, serve ao Senhor Jesus Cristo na Igreja do Evangelho Quadrangular Catedral do Amor em Rio das Pedras.
Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal. São de inteira responsabilidade de seus autores.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar